Quando um evento está lotado e com entradas esgotadas é um bom sinal, não é mesmo? É por isso mesmo que o nosso dia de ontem foi basicamente em função da palestra Rich Brilliant Willing: Life in the Technological Frontier of Design. O evento aconteceu no escritório da marca Rich Brilliant Willing no Soho e só o lugar já nos trouxe boas inspirações.

A mesa de escritório integrado a sala de apresentações era separado por uma estante toda vazada e painéis de tecido. Essa é uma ideia excelente para quem gosta de divisões sutis e cheias de charme 😉

 

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-1

 

Mas vamos falar sobre a palestra em si? O evento girava em torno do impacto das novas tecnologias no design de interiores e arquitetura. Mais do que o uso de realidade virtual na apresentação de projetos, como já tínhamos falado no último post, os palestrantes focaram muito no uso da tecnologia no ambiente.

A própria empresa Rich Brilliant Willing fez uma instalação incrível com o seu mais novo projeto: as luzes OLED que são suaves, brilhantes e flexíveis ao mesmo tempo. Além da intensidade de iluminação super confortável aos nossos olhos, as luzes podem ser aplicadas em materiais diferentes e, quando desligadas, são simplesmente imperceptíveis.

 

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-2

 

E como vocês devem imaginar, as novas tecnologias no mundo do décor vão muito além. A automação, ou melhor, as casas inteligentes parecem ser realmente realidades próximas, afinal, hoje em dia já existem sistemas como o próprio Google Home. Segundo os palestrantes, a convergência das linguagens é o próximo passo para que a automação se popularize e ganhe mais destaque.

Iluminação, climatização, sonorização, segurança (fechaduras e câmeras), acionamento remoto de cortinas e persinas… Tudo isso tende a ser acionado com um click ou até uma palavra. O ambiente irá mudar conforme as suas necessidades e, mais do que isso, irá saber qual tipo de espaço você deseja estar em cada momento. A questão para que isso dê realmente certo é uma convergência de linguagens para que até hotéis, por exemplo, também consigam usar a tecnologia ao seu favor.

 

880966

Foto: Free Design File

Como esses ainda são recursos caros e não tão difundidos, a ideia de trazer a tecnologia de uma forma mais sutil para o ambiente parece uma boa alternativa, né? A loja do MoMA está repleta de ideias interessantes! A marca Le French Tech, por exemplo, traz soluções muito criativas para atrair a atenção de crianças e ao mesmo tempo desenvolver suas habilidades. Uma das peças mais legais por lá é o Albert Clock, no qual você só consegue saber o horário depois de resolver uma equação matemática.

 

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-4

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-5

 

E por falar em peças inusitadas, por que não falar em ambientes impactantes? Antes de chegar no local da palestra, encontramos a vitrine mais impressionante de todo o Soho (pelo menos até então). A Longchamp está com um projeto simplesmente incrível, com toque esportivo e super moderno. As ondas listradas da vitrine se transformam nos degraus da escada principal e ainda viram o revestimento da parede da loja. Os corrimões com vidro retorcido imitando plástico surpreendem cada cliente – é aquele detalhe fun que faz a diferença no décor 😉

É design puro e, querendo ou não, essa mesma proposta pode ser adaptada para outros ambientes em outras proporções, é claro. Isso porque a ideia da loja é criar uma unidade, um conforto visual. O mesmo efeito pode ser criado com papel de parede ou revestimentos como azulejos diferenciados ou até madeira.

 

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-6

 

Enfim, saindo um pouco do maximalismo e indo para uma pegada mais intimista, ainda no Soho aproveitamos para visitar uma mostra com projetos só de mulheres no Egg Collective. O espaço é pequeno, mas ainda assim rendeu boas ideias. Lembram que eu falei em criar uma unidade visual? Uma das instalações da mostra era toda monocromática, ou seja, a pintura também pode ser uma ótima aliada na hora de criar espaços acolhedores 😉

 

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-7

 

Outra ideia super interessante que encontramos por lá é o quadro de “tear”. A placa de alumínio dá suporte para linhas e tecidos em construção, como em uma fábrica. As peças da designer Mimi Jung são super diferentes, delicadas, simples, mas ainda assim cheias de personalidade!

 

diario-de-viagem-tecnologia-no-decor-e-o-design-que-faz-a-diferenca-duo-design-nycxdesign-2018-8

***

Esperamos que tenham gostado da reflexão a respeito do uso da tecnologia e, claro, das várias dicas de décor!